Compartilhe o
nosso conteúdo
Dê a sua opinião

Tecnologia da Informação

Inteligência artificial, para o bem e o mal

04 de Dezembro de 2018 Gilson Aguiar
Inteligência artificial é o futuro, mas pode ser uma ameaça. O mestre em Sistemas de Computação e empresário no setor de TI – Tecnologia da Informação, Aleksandro Montanha, fala do avanço de softwares que permitem a inteligência das coisas. Ele fala da interatividade do ser humano com produtos integrados pela internet.

Porém, Montanha alerta que é necessário entender o poder que a informação e sua sistematização carrega. A inteligência artificial deve ser pensada como uma forma de facilitar a vida humana e não de humanizar robôs e produtos através da inteligência artificial.

Maringá, segundo Montanha, é uma cidade que avança para uma integração entre a Tecnologia da Informação, o Estado e a sociedade. A cidadania necessita da informatização. A chamada “inclusão digital” é algo essencial. Tão importante, segundo Montanha, como saneamento básico.

Ouça a entrevista com Aleksandro Montanha:
seta-top