Compartilhe o
nosso conteúdo
Dê a sua opinião

Cidade

Maringá investe em pessoas

05 de Novembro de 2018 Gilson Aguiar
O quanto uma cidade pode atrair pessoas e negócios? Na proporção em que ela gera qualidade de vida. Agora Maringá está reinventando seu espaço urbano e dando prioridade aos pedestres. É o que aponta o projeto que venceu o concurso do Eixo Monumental de Maringá.

Uma empresa paulista, Natureza Urbana, vai executar o projeto que terá um custo de R$ 1,15 milhões. A obra custará R$ 50 milhões. A reurbanização prevista vai da Catedral até a Vila Olímpica. São 1,8 km de implantação do Eixo.

Segundo a empresa que venceu o projeto, que recebeu o nome de “Eixo Vivo”, a prioridade é o pedestre e a convivência. Na faixa central da cidade irá priorizar a circulação de pessoas em um ambiente arborizado e com espaços de lazer. A intenção é valorizar as pessoas em detrimento a um ambiente viciado no uso de veículos e uma mobilidade agressiva.

Este pode ser um sinal de que a cidade esteja mudando. Segundo a Urban System, empresa que apontou Maringá como a melhor cidade para se fazer negócios, o índice de crescimento da frota de veículos está abaixo da média nacional. O país teve um crescimento de 3,2%, entre 2016 e 2017, Maringá cresceu 1,6%. Aos poucos podemos estar mudando nossa forma de se locomover na cidade.

A saúde também tem bons sinais. Em saneamento, a cidade tem índices acima da média nacional. Ela é a quarta colocada, segundo o relatório da Trata Brasil de 2018. A cidade tem um índice significativo de pessoas com assistência médica ligada a planos de saúde, a 477,2 a cada mil habitantes, a média nacional é de 0,22. Em leitos hospitalares, para cada mil, a cidade tem 4, no país a média é 2,4. Os dados são da Urban System.

A qualidade de vida atrai investimentos. Ela faz com que as pessoas no espaço urbano tenham um potencial de produtividade e consumo favoráveis ao crescimento econômico de longo prazo. Para isso, é necessário garantirem a manutenção da renda.

Não por acaso Maringá tem 120 matrículas no Ensino Superior para cada mil habitantes, dados de 2016. O que garante as pessoas renda é o potencial produtivo através da qualificação de mão de obra.

Cidade para bons negócios devem projetar o futuro. Potencializar o capital humano para dar a cidade a capacidade de produzir e, por consequência, atrair investimentos. Viver é ser ativo e eficiente.

seta-top