Compartilhe o
nosso conteúdo
Dê a sua opinião

Balanço

Prefeitura aumenta receita no 1º quadrimestre

28 de Maio de 2018 PMM
O secretário de Fazenda da Prefeitura de Maringá, Orlando Chiqueto, apresentou na tarde desta segunda-feira (28), na Câmara de Vereadores, balanço financeiro do primeiro quadrimestre de 2018, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Acompanhado do vice-prefeito Edson Scabora, secretários municipais e da equipe de servidores da Secretaria de Fazenda, o secretário apresentou o relatório aos vereadores presentes à audiência, Sidnei Telles, Onivaldo Barris, Jean Marques, Alex Chaves, Homero Marchese e Do Carmo.

Na prestação de contas, Chiqueto explicou que a receita arrecadada pelo município nos primeiros quatro meses deste ano chegou a R$ 654,5 milhões, ou 39,4% da previsão de receita para 2018.

"O montante da receita corrente aumentou em R$ 39 milhões a mais que o valor atingido no mesmo período do ano passado”, afirmou o secretário. Os fatores responsáveis pela elevação foram a receita de impostos, taxas e contribuições de melhorias (R$ 224,9 milhões) e a receita de transferências correntes (R$ 267,6 milhões). Até o final do mês de abril a arrecadação do IPTU (R$ 110,03 milhões), além da receita arrecadada com IRRF, ITBI e ISS somaram juntos mais de R$ 224 milhões.

De acordo com o secretário, considerando o empenho global do Hospital da Criança, orçado em R$ 124,2 milhões, houve um déficit orçamentário de R$ 99,7 milhões no quadrimestre. “Entretanto, expurgando-se o valor estimado para a obra do hospital, ainda tivemos um superavit financeiro superior a R$ 28 milhões no período”, observou.

Quanto ao índice de investimento em saúde o município investiu 17,10% no quadrimestre, superando em 2,10% o mínimo constitucional exigido de 15%. Em educação foram aplicados até agora R$ 46 milhões, ou 13,18% dos 25% que devem ser aplicados no ano.

Analisando o resultado primário verificou-se um superavit de R$ 138,4 milhões, acima da meta estabelecida e fixada na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que é de R$ 65,7 milhões.

“Com base nesses dados apresentados, verificamos que Maringá cumpre os índices estabelecidos na Constituição Federal, por meio da Lei de Responsabilidade Fiscal”, assegurou Chiqueto.

Na audiência pública para a prestação de contas também foi apresentado o Relatório de Gestão dos Direitos da Criança e do Adolescente, pelo diretor de Contabilidade e Finanças da Secretaria de Fazenda, contador Marcos Carmona Rodrigues.

HOMENAGEM - Após a apresentação, Orlando Chiqueto homenageou Marcos Carmona Rodrigues, diretor de Contabilidade e Finanças, que deixa o cargo após 14 anos. Na placa entregue a ele pelo secretário da Fazenda lê-se: ′pelo comprometimento, dedicação e conduta ética no exercício do cargo de Diretor de Contabilidade e Finanças da Secretaria de Fazenda do Município de Maringá, receba o agradecimento, admiração e reconhecido de todos os servidores públicos municipais.
Bloco de Imagem

Prestação de Contas foi apresentada na Câmara Municipal de Maringá pelo secretário municipal de Fazenda, Orlando Chiqueto. Foto: Marcio Naka/PMM

seta-top