Compartilhe o
nosso conteúdo
Dê a sua opinião

Grande Região de Maringá

Urbanização na GRM avança mais que a do Estado e do País

05 de Maio de 2018 Fábio Castaldelli
A Grande Região de Maringá (GRM) viu crescer em 45,3% a quantidade de domicílios urbanos entre 2005 e 2017. Neste quesito, o Paraná avançou 38,8%, a região Sul 37,7% e a média do país foi de 41,5%. As informações são do estudo IPC Maps.

O maior número de domicílios urbanos está diretamente relacionado à urbanização da GRM, uma vez que a quantidade de domicílios rurais decresceu 11,1% nos últimos 12 anos, enquanto a média paranaense teve um ganho de 1,6%. A média da região Sul foi positiva de 8,3%, enquanto o crescimento do Brasil foi de 20,3%.

Já na avaliação de domicílios urbanos por classe econômica, o destaque fica para o incremento na quantidade de domicílios das classes B e C. Assim, as classes A e D/E migraram para as classes do meio da pirâmide social e diminuíram seu tamanho em relação a 2005.

A GRM, além de Maringá, é composta por Ângulo, Astorga, Doutor Camargo, Floresta, Iguaraçu, Ivatuba, Mandaguaçu, Mandaguari, Marialva, Ourizona, Paiçandu e Sarandi.
seta-top